O brincar, aos olhos de muitos adultos, corresponde simplesmente
ao passatempo das crianças e momentos de ócio. Entretanto,
para as crianças, a brincadeira vai muito além de uma distração.
É no brincar que elas ressignificam, representam e simbolizam,
fazendo com que o ato da brincadeira seja mediador da sua
relação com as outras crianças e com o mundo a sua volta,
fazendo que se sintam participantes ativos na sociedade.
Fernanda Turino, em É de menina, é de menino, traz esse
olhar, fazendo-nos refletir, principalmente, quando a brincadeira
é dividida no binarismo meninas e meninos. Quem nunca ouviu
as frases “Só meninos brincam de carrinho” e “Isso é brincadeira
de menina”?
Quantas vezes já nos perguntamos, quando criança, “Por
que os meninos não podem brincar de bonecas?” e “Por que
as meninas não podem brincar de carrinho ou soltar pipa?”.
No momento em que as crianças estão inseridas no ato da
brincadeira, é uma forma de manifestarem suas vivências ou
sentirem-se próximas à família, quando estes estão longe. Estes
momentos são de grande desenvolvimento cognitivo, emotivo
e social para as crianças.

Aqui em É de menina, é de menino, os caminhos de meninas
e meninos se cruzam, brincando de diferentes maneiras. Lendo
este livro, satisfazemos as curiosidades das crianças e geramos
outras, aprendemos e ensinamos, e permitimos às crianças
leitoras assimilar e expressar seus desejos e anseios.
Autora e ilustrador nos apresentam, de maneira simples e
agradável, a alegria e a importância das crianças vivenciarem
e experimentarem as diversas formas de brincar, expondo suas
experiências, nas quais sua visão de mundo possa ser construída
a partir do respeito às diferenças… brincando.

Luis Carlos Cunha, professor formado em
Pedagogia pela Universidade Federal do Rio
de Janeiro (UFRJ). Atua em pesquisa e no
magistério há dez anos, sendo quatro na
Educação Infantil da rede privada.

Posts Recomendados

Ninguém comentou ainda. Seja o primeiro.


Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *